Eventos
 

Eventos de Biotecnologia marcam novembro

No mês de novembro aconteceram diversos eventos na área de biotecnologia nos países sul-americanos Argentina e Perú e a equipe da Clapbio marcou presença.

No 46° Congreso Argentino de Reumatología, o Dr. Ricardo Garcia apresentou-se juntamente com o Dr. Eduardo Mysler. Em palestra, os doutores abordaram temas como medicamentos biológicos e biossimilares na clínica reumatológica; a necessidade de realização de estudos clínicos; imunogenicidade; extrapolação de indicações e intercambiabilidade, além de um forte debate sobre aspectos regulatórios.

 O evento se deu de 13 a 16 de novembro em Mar Del Plata, e o tema foi: “Por una reumatología argentina que se construya desde todo el país, se apoye y refleje en Latinoamérica y se proyecte al mundo” (Por uma reumatologia argentina que se construa a partir do país, apoie e se reflita na América Latina e se projete ao mundo)

Já em Lima, no Perú, aconteceu o 8° Foro Alianza Latina, entre os dias 21 e 23 de novembro. O evento atraiu um total de 96 participantes de 56 organizações presentes em 20 países da América Latina.

O evento recebeu a Merula Steagall, vencedora do Prêmio Folha, de 2013, de empreendedorismo social no Brasil cuja história foi compartilhada com os presentes. Outros participantes também puderam dividir seus casos de sucesso em captação de recursos e mobilização de massas.

Os Drs. Ricardo Garcia e Gilberto Castañeda participaram do evento.

Alguns dias antes o Dr. Gilberto Castañeda também participou da conferência “Biotherapeutic Medicines: Sharing Experiences and Best Practices” organizada pela Federação Internacional das Associações da Indústria Farmacêutica (IFPMA), em cooperação com as suas associações filiadas nacionais e regionais, ALAFARPE (Perú), AFIDRO (Colômbia), AMIIF (México), CAEMe (Argentina), CIF (Chile), Fedefarma (América Central), FIFARMA (América do Sul), IFI (Equador), e Interfarma (Brasil), em Lima, Perú.

Líderes, peritos regulamentares e científicos, além de acadêmicos provenientes da Argentina, Brasil, Chile, Equador, México e Perú e representantes da OMS, Health Canada, e da indústria biofarmacêutica, estiveram presentes debatendo os principais desafios concernentes à regulação dos medicamentos bioterapêuticos e biossimilares e na troca de melhores práticas nacionais e regionais.